Os 10 erros mais comuns na edução dos filhos

Os 10 erros mais comuns na edução dos filhos

Em um mundo que se terceiriza praticamente tudo, é muito comum ver os pais ou responsáveis querendo que alguém conserte a falta de preparo deles em educar os filhos. podem até receber ajuda mas é fundamental tomar a responsabilidade desta tarefa para si e nao delegá-la a mais ninguém. O primeiro conserto deve ser em sua postura como pais. Abaixo os erros mais comuns cometidos pelos pais.

Erro 01: Confundir disciplina com castigo

A disciplina é um exercício diário, o castigo e uma medida extrema. relaxar na colocação de limites e regras e só lembrar delas quando o filho esta incomodando é sinal que as coisas vão mal e precisa de ajuda para resolver. Quando uma criança não recebe limites, certamente tornar-se-á um adulto inseguro, ansioso e com dificuldades para obedecer. Tem ate passagens biblicas que relatam a importância da disciplina: ” Não são poucos os pais que têm medo de disciplinar, pois acreditam que os filhos ficarão ressentidos, chegando até mesmo a odiá-los. Porém, a disciplina, quando administrada com sabedoria, faz com que a criança se sinta segura, aceita e amada. Não disciplinar é o mesmo que deixar de instruir, educar. Por isso, não tenha medo de estabelecer parâmetros, pois eles são uma segurança para o desenvolvimento dos seus filhos”(Pv 29.15; Hb 12.8).

Erro 02: desautorizar na frente da criança

E normal que o casal nao concorde em tudo, mas ao se educar uma criança ou liderar uma equipe é fundamental não dar ordens confusas ou opostas. Mesmo que não haja concordancia na ordem ou orientacao que o conjuge deu ao pequeno ser que é responsabilidade dos dois, é ideial que conversas sobre o que é mehlor sejam realizadas longe do alcance de captaçao do comandado. Na frente jamais. Educar o filho para que cumpra regras é preciso ficar claro na cabeça dele que a ordem tanto faz vir do pai ou da mae é para ser cumprida. Comer doce antes das refeicoes ou é para valer ou nao acontecera, essa coisa de um dizer isso e outro dizer ” só hoje” logo e seguida so causa confusao na cabeçinha da criança.

Erro 03: “Faça o que digo, não faça o que eu faço”

Criancas e nao só elas, nos adultos tambe, apredemos pamis facil por repetiçao dfe algo que vimos ocorrer do que seguir instrucoes verbais. SE nao é para mentir, nao adianta nada os pais dizrem em respota a uma ligacao que nao quer atender , “diga que nao estou”.

Erro 04: A birra da criança nao pode controlar você

Alem de voce virar escravo das vontades da criança isso a fará acreditar que sempre que quizer algo na vida basta espernear bastante. É preciso ter treino de comunicação para deixar claro que a birra não é o caminho. Há cursos que lhe ajudam, no dominio de um dialogo mais produtivo.

Criancas testam o limite o tempo todo e se nao encontram no adulto o limite que precisam jamais saberao que há limites. As consequencias na vida adulta podem ser trágicas.

Erro 05: Não dar explicações

Comprender porque devemos fazer algo sempre nos ajuda a exedcutar de bom grado o que nos é dito. Simplesmente dizer “não pode” ou “você nao vai”, deixar a crianca brva por não entender o motivo, use de paciencia e afeto ao explicar os motivos. Abrace e seja cordial. Exemplo “pular dai pode fazer voce se machucar, papai te ama e quer que você fique bem! Venha cá que quero te dar um abraço”

Erro 06: Dar falsas informações

Como dito aqui as crianças aprendem mais com o exemplo do que com oque se fala Dar falsas infomações pode soar para o filho normal se o pai faz o mesmo. Dizer que o bicho papão vai pegar, ou um homem vai jogá-lo dentro de um saco e sumir com a criança, com o tempo vai ser percebido pela criança que é mentira e ele usar esse mesmo padrão para dizer que fez a lição de casa e na verdade passou o dia no video-game.

Erro 07: Fazer ameças e propiciações, incentiva a Corrupção

Dizer ao filho que vai tirá-lo de algo bom se desobedecer ou dar presente se ela concluir algo bom. Voc~e condiciona o seu filho a agir como bandidos e politicos corruptos. Condiciona o comportamento sem dizer a importancia dele .

E ameçar fazer sem cumprir pe ainda pior, desmoralisa o pai a palavra fica autirtariae falsa. è preciso dizer o que a criança aprende ao ter o comportamento que está sendo sugerido. Ajude seus filhos a lidar com as frustações, amadurecer os valorese fazer uso de estratégias éticas na vida que sejam boas para o maior numero de pessoas possivel.

Erro 08: Apontar os defeitos do conjuge na frente dos filhos

As vezes a necessidade de ter um aliado nos litigios conjungais faz os pais relatarem os defeitos um do outro ou na frente do filho ou diretametne para ele. Um ser que ainda esta em formação e tem os pais como mode-los a copiar pode ficar confuso e inseguro ao ter que optar entre o pai e mãe. Além de perder a referência de proteção, sofre com a desarmonia e desunião familiar.

Erro 09: Não fazer elogios ao acertos ou elogiar demais

Aqui o equilibrio é imprecindivel. Crianças que são elogiadas demais por sua inteligência tendem a desistir mais fácil quando se deparam com um desafio. O melhor é elogiar a criança por seu esforço em resolver um problema – e não por sua inteligência, o que a deixaria mais preocupada em “manter” o status de inteligente do que em tentar encarar novidades fora de sua zona de conforto. Os pais que estiverem voltados para este princípio ajudarão o filho a desenvolverem a auto-estima e a autoconfiança, por ser elogiado pela dedicação a algo.

Erro 10: Não ensinar a falhar

É necessário também ensinar os filhos a falhar, já que existe na vida sofrimentos que podem nos ajudar a aprimorarmos. Se diante de uma falha do filho o pai vai em busca de alguem influente que acoberte sua falha tras danos irreparaveis. Desta forma a criança não saberá lidar com as consequências dos próprios atos, já que alguém sempre irá tentar resolver as coisas para ela. Isso nao quer dizer ser condececende com atos errados e até criminosos dos filhos principalmente adolecentes. Como dirigir sem permição ou até embriagado. Casos assim exigem posicionamento dos pais para o adolescente saber que eles se importam com seu bem-estar. “O adolescente pode confundir permissividade excessiva com falta de interesse mesmo. É preciso encontrar um equilíbrio. O interesse abusivo e o desinteresse total são igualmente prejudiciais”

O que acontece muitas vezes é que pais ou responsáveis precisa de ajuda muitas vezes dar conta desta responsabilidade que é formar pessoas. A ajuda de especialistas muitas vezes é necessária. leituras também podem trazer uma luz e tantas vezes ouvi falar em quepais porecisa de cursos para saber como agir que outro dia me deparei com estes cursos e acho que ajudam muito fazê-los veja abaixo alguns exemplos de livros e cursos :


Leia mais sobre :

fonte:

http://www.minhavida.com.br/familia/galerias/15058-os-sete-erros-mais-comuns-na-educacao-dos-filhos

http://www.jorgecarlos.com.br/joomla/cursos/criancas-e-adolescentes.html

http://delas.ig.com.br/filhos/relacionamento/ate+onde+elogiar+os+filhos/n1237810506635.html

LIÇÃO 08 – A REBELDIA DOS FILHOS / TEXTO ÁUREO / VERDADE PRÁTICA / INTRODUÇÃO



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *